São pensamentos soltos, traduzidos em palavras pra que você possa entender, o que eu também não entendo.

Sweet Caroline.

Sweet Caroline

Where it began
I can't begin to knowing
But then I know
It's growing strong

Was in the spring
And spring became the summer
Who'd have believed
You'd come along

Hands, touching hands
Reaching out
Touching me
Touching you

Sweet Caroline
Good times never seemed so good
I've been inclined
To believe they never would
But now I

Look at the night
And it don't seem so lonely
We fill it up with only two

And when I hurt
Hurting runs off my shoulders
How can I hurt when I'm with you

Warm, touching warm
Reaching out
Touching me
Touching you

Sweet Caroline
Good times never seemed so good
I've been inclined
To believe they never would

Sweet Caroline
Good times never seemed so good
Sweet Caroline
I believe they never could

Sweet Caroline

Doce Caroline

Onde tudo começou
Eu não posso me lembrar
Mas então eu sei
Que está cada vez mais forte

Foi na primavera
E a primavera tornou-se verão
Quem teria acreditado
Que você viria

Mãos, mãos se tocando
Estendidas
Me tocando
Tocando você

Doce Caroline
Bons tempos nunca pareceram tão bons
Eu estive propenso
A acreditar que eles nunca seriam

Mas agora eu
Olho para a noite
 E ela não parece mais tão solitária

Nós vamos preenchê-la com apenas duas pessoas
E quando estou machucado
A dor se deixa correr por meus ombros
Como posso estar machucado estando com você?

Quente, um toque quente
Estendidas
Me tocando
Tocando você

Doce Caroline
Bons tempos nunca pareceram tão bons
Eu estive propenso
A acreditar que eles nunca seriam

Doce Caroline
Bons tempos nunca pareceram tão bons
 Doce Caroline
Eu acreditava que eles nunca poderiam ser

Doce Caroline



0 comentários:

Postar um comentário

Amar não é ter que ter sempre certeza. É aceitar que ninguém é perfeito prá ninguém. É poder ser você mesmo, e não precisar fingir. É tentar esquecer e não conseguir fugir.Já pensei em te largar, já olhei tantas vezes pro lado.Mas quando penso em alguém, é por você que fecho os olhos. Sei que nunca fui perfeito, mas com você eu posso ser até eu mesmo, que você vai entender... Posso brincar de descobrir desenho em nuvens. Posso contar meus pesadelos e até minhas coisas fúteis. Posso tirar a tua roupa, posso fazer o que eu quiser. Posso perder o juízo, mas com você eu tô tranquilo, tranquilo... Agora o que vamos fazer, eu também não sei. Afinal, será que amar é mesmo tudo? Se isso não é amor. O que mais pode ser?
Tô aprendendo também...