São pensamentos soltos, traduzidos em palavras pra que você possa entender, o que eu também não entendo.

diga-me como reconstruir o coração que você quebrou....

Sim eu olho pro passado, não quero esquecer nenhum momento, nenhuma palavra, nenhum gesto, eu volto aos poucos e sinto cada data, cada riso, cada toque, eu sento e deixo um filme da minha vida passar sobre minha cabeça, todas as pessoas que passaram na minha vida, tenho em mente todas as amizades que fiz, que me fizeram rir, que me deram o ombro quando precisei.Nessas lembranças, você passou nela e eu revivi todos os nossos momentos, de alegria, de brigas, de quando eu cheguei em casa e meu travesseiro sentiu o que ninguém nunca pode sentir. Ele pode enxugar lágrimas que nunca ninguém chegou pra secá-las... eu pensei em tudo o que você tinha me dito naquela manhã, naquelas pelavras que me iludiram e que me machucaram, e eu pude perceber que você é o que eu queria, mas você me machucava,e meu coração mesmo despedaçado, chorando, sem destino continuou te amando... Eu percebi que mesmo que as estações passe, mesmo que o sol desapareça e a noite caia... Eu nunca vou deixar de te amar, e só eu posso dizer tudo o que eu sinto, nada nem ninguém mais consegue explicar isso. Eu só te peço um favor. Diga-me como reconstruir o coração que você quebrou....

Por: Leonardo Vieira para Tito Lívio 'Eu só tentei sentir o que você sente, e coloquei em palavras'.

Amar não é ter que ter sempre certeza. É aceitar que ninguém é perfeito prá ninguém. É poder ser você mesmo, e não precisar fingir. É tentar esquecer e não conseguir fugir.Já pensei em te largar, já olhei tantas vezes pro lado.Mas quando penso em alguém, é por você que fecho os olhos. Sei que nunca fui perfeito, mas com você eu posso ser até eu mesmo, que você vai entender... Posso brincar de descobrir desenho em nuvens. Posso contar meus pesadelos e até minhas coisas fúteis. Posso tirar a tua roupa, posso fazer o que eu quiser. Posso perder o juízo, mas com você eu tô tranquilo, tranquilo... Agora o que vamos fazer, eu também não sei. Afinal, será que amar é mesmo tudo? Se isso não é amor. O que mais pode ser?
Tô aprendendo também...