São pensamentos soltos, traduzidos em palavras pra que você possa entender, o que eu também não entendo.

don't lie to me.

O amor nos torna na maioria das vezes fúteis, quando bate em nossa porta e nem sempre ele está disposto à nos ser favorável. Amar não é apenas falar, é sentir. Nem todos tem a total capacidade de conseguir demonstrar o suficiente o quanto um sentimento é verdadeiro, porém todos tem o total direito, quando se quer, de saber a sutil diferença entre a mentira e a verdade, afinal, amor verdadeiro não sobe em suas costas, mas sim, lhe carrega.


5 comentários:

Pedro disse...

É, meu caro.
Pena que nem todos pensam assim, eu, por exemplo, vejo o amor como uma coisa ruim, falo do amor banal entre um homem e uma mulher, sempre me machuquei com ele.

:)

Inez disse...

Não concordo que o amor nos deixa futeis, ele nos deixa bobos, muitas vezes sem saber o que fazer, mas não futeis.
Gostei muito da última frase - "O amor verdadeiro não sobe nas suas costas, mas sim, lhe carrega.

Gabriel Pozzi disse...

Também terei que discordar um pouco da parte que o amor nos torna fúteis.
Pra mim, o amor é um sentimento que sempre nos favorece, nos torna humanos, faz a gente evoluir, faz com que a gente queira fazer o bem.
o que pode não ser favorável é o amor não correspondido, que nos machuca, nos derruba, enfim.
Mas nesse último caso, ainda temos a vantagem de aprender com os erros, aprender com as quedas, crescer em cima do que possa ter falhado da última vez.

Enfim, perdoe-me tamanho positivismo, mas sou muito defensor do amor, e também gostei bastante de sua última frase.
Abraços

http://songsweetsong.blogspot.com/

Adriana Resende disse...

Gostei do seu ponto de vista e conconrdo com ele.

luciana disse...

as vezes quando amamos ficamos meios bobos. parece que não raciocinamos.

vai saber como o amor mexe com nossa quimica.

Postar um comentário

Amar não é ter que ter sempre certeza. É aceitar que ninguém é perfeito prá ninguém. É poder ser você mesmo, e não precisar fingir. É tentar esquecer e não conseguir fugir.Já pensei em te largar, já olhei tantas vezes pro lado.Mas quando penso em alguém, é por você que fecho os olhos. Sei que nunca fui perfeito, mas com você eu posso ser até eu mesmo, que você vai entender... Posso brincar de descobrir desenho em nuvens. Posso contar meus pesadelos e até minhas coisas fúteis. Posso tirar a tua roupa, posso fazer o que eu quiser. Posso perder o juízo, mas com você eu tô tranquilo, tranquilo... Agora o que vamos fazer, eu também não sei. Afinal, será que amar é mesmo tudo? Se isso não é amor. O que mais pode ser?
Tô aprendendo também...